terça-feira, 22 de junho de 2021

Resenha Prímulas em Meio à Guerra - Laura Assis

Prímulas são flores e, tal qual Lauren, precisam ser cultivadas e cuidadas. Bom, eis a essência da personagem principal de Prímulas em Meio à Guerra: jovem, casando-se, uma vida para formar, criar, crescer e gerar frutos.

Um romance de época que a apresenta da maneira correta. É encantadora, de história forte, de caminho esperado e de passos firmes. No entanto, de destino incerto. Pois é com este começo que Laura narra sua jornada. De protagonista simples e obediente, Lauren se revela imponente e decidida, sem medo algum de lutar pelo amor de um outro homem e/ou tornar possível o sonho de uma vida em família - não sem antes enfrentar o marido, a sociedade, seus próprios medos e limites. 


E a ligação que se forma no final? E a conexão entre ela e seu amor, e os devaneios, as visões, os sonhos constantes trazendo dúvidas e ao mesmo tempo sinais? E Karen, ajudando-a? O que seria de Lauren se seus empregados não fossem, na verdade, amigos capazes de enxergar a tirania de seu esposo? 


Quando comecei a ler este livro, esperei um romance de época. Quando terminei, entendi como atemporal. Isso porque ainda hoje a mulher é vista por alguns como apenas disponível, como objeto, como troféu, dentre outras situações que a excluem da própria capacidade. Laura Assis escreveu e criou laços entre o leitor e os personagens que a gente nem sente. Aos poucos, não sem intensidade, mergulhamos não só nesses universos como na história em si, uma vez que tanto os cenários quanto a narrativa obedecem aos acontecimentos reais do século proposto. 


É delicioso ler, é angustiante acompanhar a saga romântica da personagem e é de alívio a sensação ao final. Vale a leitura e a releitura, vale dar de presente e/ou uma tarde inteira de viagem. 


Leiamos mais nacionais...


Ao Clube de Leitura da Editor Flyve, obrigada, foi maravilhoso poder começar no Kindle e terminar a leitura no físico. Guardo com carinho esta apresentação. 



0 comentários:

Postar um comentário